SEGUIDORES...

3 de julho de 2012

Para o primeiro dia de aula

AULA 1

 1) Acolhida:

Mensagem de boas-vindas:






"Fazer o melhor significa esforçar-se para,
por onde se passa,
deixar marcas de alegria e de otimismo
sempre com o espírito de solidariedade
e de compreensão."


2) Integração:

Entregar um balão para cada aluno e colocar dentro um papel com o seu nome. Solicitar que o encham pensando nos seus desejos para 2008.
Ao som de uma música animada, brincar com os balões descontraidamente. Todos devem trocar de balão, jogando-o para cima. Parar a música diversas vezes e dar uma ordem para ser executada em cada pausa:

a) Balão em cima da cabeça
b) No meio das pernas
c) Na mão direita/esquerda
d) Nas costas
e) Ombro com ombro (em duplas)
f) Joelho com joelho etc...

No final da brincadeira, estourar o balão e ler no papelzinho o nome do colega em voz alta, dizendo uma palavra que comece com a mesma letra. Por exemplo:

"Eu peguei a Ana e ela é Alegre.
O Beto é bonito."

Depois que todos leram, pegar o papel com o seu nome, identificar a letra inicial e o número de letras. Formar grupos de crianças que tenham:

a) A mesma letra inicial
b) O mesmo número de letras
c) Mesmo número de sílabas
d) Mesma letra no final do nome etc...

Fazer o cartaz da turma, colando os nomes em ordem alfabética.

Fazer a identificação do caderno e registrar o cartaz, destacando a letra inicial e o número de letras.

Organizar o Bingo do Nome. Cada um escreve seu nome em uma cartela de papel. A professora sorteia as letras e os alunos identificam, pintando as que estão em seus nomes. Quem completar ganha uma bala. Prosseguir até que todos completem suas cartelas.

3) Artes:

Desenho livre (para a professora fazer a avaliação).

4) Hora da leitura:

Apresentar o Cantinho da Leitura e entregar uma cópia da seguinte poesia para cada um:

NOME DE GENTE
Pedro Bandeira
 Por que é que eu me chamo isso
e não me chamo aquilo?
Por que é que o jacaré
não se chama crocodilo?
Eu não gosto do meu nome,
não fui eu quem escolheu.
Porque se metem
com um nome que é só meu!
O nenê que vai nascer
vai chamar como o padrinho
vai chamar como o vovô,
mas ninguém vai perguntar
o que pensa o coitadinho.
Foi meu pai quem decidiu
que o meu nome fosse aquele.
Isso só seria justo
se eu escolhesse o nome dele!
Quando eu tiver um filho
não vou por nome nenhum!
Quando ele for grande
ele que procure um!
Do livro Cavalgando o arco-íris, Ed. Moderna.

Fazer a leitura e localizar o título, autor e o livro de onde a poesia foi retirada (se a Biblioteca da escola tiver um exemplar, apresentá-lo aos alunos). Conversar sobre o que acharam, o que ele fala, e se concordam ou não com as idéias.

Colar no Caderno de Leituras que será montado durante a Escola de Férias.


5) Atividade operatória:


Realizar a seguinte atividade para verificar o nível de escrita dos alunos:


6) Para casa:

Perguntar para a família qual é a origem do seu nome.



0 comentários:

Postar um comentário

Template by:

Free Blog Templates