SEGUIDORES...

29 de outubro de 2011

Algumas palavrinhas...

Olá!
Gostou do novo modelo?
Ficou muito fofo, muito melhor a vizualização, mais limpo,
sem poluição visual e muito mais charmoso...
Realmente amei, ficou com a minha cara, cheio de charme.
Espero que goste e que curta muito!!!

Beijinhos, Alessandra.

26 de outubro de 2011

Situações-problemas 5º ano

1- Felipe gosta muito de brincar de adivinhas. Ele tem um álbum com 1 milhar, 7 centenas, 3 dezenas e 8 unidades de adivinhações.

a) Quantas adivinhações ele tem?

b) Sua irmã Fernanda tem a metade dele. Quantas ela tem?

c) Quantas adivinhações faltam para Felipe completar 2 milhares?

d) Se Felipe retirar 4 centenas e 8 unidades de adivinhações de sua coleção, com quantas ficará?

e) Se Fernanda triplicar sua coleção, com quantas adivinhações ficará?

f) Qual é a diferença de adivinhações entre Felipe e Fernanda?



2- A turma de Fernanda e a turma do Felipe foram entrevistadas, na Semana do Folclore para saber qual brincadeira antiga era a preferida por eles. Chegou-se a seguinte conclusão:

Brincadeiras
Meninas
Meninos
Total
Roda
7
3

5 Marias
8
9

Bente altas
4
13

Maria viola
5
2

Bolinha de gude
2
15

Amarelinha
18
5


Observando a tabela acima, responda:

a) Qual o número de crianças entrevistadas?

b) A escola de Fernanda e Felipe tem 10 vezes o número de alunos das salas deles. Quantos alunos têm a escola ao todo?

c)Qual a brincadeira preferida dos meninos?

d) E das meninas?


3- Para comprar um certo modelo de carro, Ana visitou quatro lojas de automóveis e encontrou esses preços:

Loja A
Loja B
Loja C
Loja D
13 500 reais
13 330 reais
13 750 reais
13 990 reais


a) Em qual dessas lojas o preço é menor?

b) Quanto a Loja D cobra a mais pelo carro que a Loja A?

c) Qual a diferença de preços entre a Loja C e a Loja B?

d)Você acha importante que as pessoas façam pesquisa de preços antes de adquirir algum produto? Por quê?


4- Numa escola há 1 800 alunos em 3 períodos. Sabendo-se que há 650 alunos no primeiro período e 580 alunos no segundo período, quantos alunos há no terceiro período?
 

5- Numa editora foram produzidos num mês, 800 000 livros, sendo 260 000 de Português, 232 000 de Matemática e o restante de Geografia. Quantos livros de Geografia foram produzidos?
 

6- A produção diária de uma indústria de confecção de roupas era de 1200 peças femininas e 1500 peças masculinas. Atualmente, essa industria produz 1450 peças femininas e 1400 peças masculinas. Qual a diferença entre a produção antiga e a atual?


7- A soma de dois números é igual a 98 e um desses números é  39. Qual é o outro número?
 

8- A diferença entre dois números é igual a 62 e o maior deles é 90. Qual é o outro número?
 

9- Rosana é 15 anos mais nova do que Ronaldo. Ronaldo é 18 anos mais velho do que Lúcia. Lúcia tem 29 anos. Quantos anos tem Ronaldo e Rosana?


10- Numa cartela de ovos podem ser colocadas 2 dúzias e meia de ovos. Se um supermercado tem 150 cartelas iguais a essa na prateleira, quantos ovos esse supermercado tem para vender?


11- Para pagar seu televisou de 29polegadas, Marcelo deu 200 reais de entrada e deverá pagar o restante em 5 prestações iguais de 150 reais. Quanto ele deverá pagar pelo televisor?


12- Num condomínio há 12 prédios com 20 andares em cada um. Se em cada andar há 4 apartamentos, quantos apartamentos há ao todo nesse condomínio?


13- Hermengardo é uma girafa macho. Ele adora gravata-borboleta. Diz que elas valorizam seu pescoço. Hermengardo tem 40 gravatas lisas, 56 de bolinhas, 18 listradas, quatro xadrez, oito de estampados diversos, 288 floridas e 30 cachecóis.

a) Quantas gravatas Hermengardo tem?

b) Desenhe Hermengardo com algumas de suas gravatas.

c) De quais informações você não precisa, para dar resposta ao problema?


14- Num jardim há vários tipos de plantas. Maria contou as flores que nasceram e encontrou: 15 rosas vermelhas, 12 cravos brancos, 10 rosas brancas, 8 cravos vermelhos, 5 rosas amarelas e 4 margaridas brancas.

a) Quem contou as flores?

b) Quais são as cores das flores desse jardim?

c) Há violetas no jardim?

d) Você acha que o total de flores vermelhas será maior do que 20 ou menor do que 20? Por quê?

e) Pense em um modo de formar um ramalhete com 30 flores.

O gato e a raposa

 O gato e a raposa andavam sempre juntos pelo mundo. Eram muito amigos, apesar de a raposa estar sempre desvalorizando o colega.
_Amigo gato, por que não aprende mais truques para fugir dos cachorros que nos perseguem? Sempre ouvi dizer que você é tão inteligente. Será verdade?
 _Sei subir rapidamente em árvores. É o que me basta. Os cachorros não vão me pegar.
 _Você só sabe isso? Eu sei 99 truques diferentes! Conheço mil manhas, cada uma melhor que a outra. Finjo-me de morta, me escondo nas folhas secas, nas moitas, corro em zigue-zague, disfarço minhas pegadas... Enquanto a raposa falava distraidamente das suas habilidades se aproximavam dali dois cachorros. O gato muito esperto subiu rapidamente na árvore. Quando a raposa percebeu a presença dos cachorros, teve que sair em disparada para fugir deles.
_Pobre comadre raposa. É sempre preferível saber bem uma só coisa, a saber, mal noventa e nove coisas diversas.

A-    A moral dessa fábula é:
 (    ) É mais importante fazer a coisa certa no momento certo.
 (     ) Saber fazer muitas coisas ao mesmo tempo.

Redação:  Pense no gato do texto: “A raposa e o gato” Escreva sobre ele: ·Qual era seu nome? Em que lugar ele vivia?  Como ele era? O que ele costumava fazer? Como ele consegui ser mais esperto que a raposa?


Vamos colorir:




Conheça a história do Papai Noel


Era uma vez um menino chamado Nicolau. Os pais de Nicolau eram muito ricos e compravam para ele bonitos presentes. O tempo foi passando... Nicolau cresceu, estudou e se tornou homem. Seus pais ficaram velhinhos e, um dia, morreram. Toda a fortuna da família, a casa, o dinheiro e as fazendas ficaram para Nicolau.
         De noite, quando voltava do trabalho, Nicolau reparava nas casas da rua e nas conversas das pessoas. Ele percebeu, então, que muita gente passava aperto e precisava de ajuda. Foi aí que ele decidiu ajudar a todos que pudesse. De noite, Nicolau ia até a casa das pessoas pobres, se escondia entre as árvores e jogava dinheiro pelas janelas. Para as crianças, Nicolau jogava brinquedo, porque ele gostava muito das crianças e nunca se esquecia delas.
         Quando Nicolau morreu, ele foi para o céu e encontrou Jesus. Lá no céu, Jesus disse para Nicolau:
         - Gostei muito do que você fez pelos pobres e pelas crianças. Aliás, tenho uma ideia: que tal você continuar levando presentes para todas as crianças do mundo?
         Nicolau achou ótima a ideia, mas não entendeu como poderia fazer isso. Então, Jesus explicou:
         Uma vez por ano, no dia do meu aniversário, você pega o trenó aqui do céu, com as renas encantadas, e percorre toda a terra deixando presentes para as crianças.
         - Puxa, que legal!
         -Só tem uma coisa – disse Jesus – a partir de agora você não vai mais se chamar Nicolau. Você vai ser o pai encantado de todas as crianças do mundo e por isso vai se chamar Papai Noel.

         Nicolau aceitou a proposta de Jesus e todo ano, na véspera do Natal, ele pega o trenó encantado lá no céu e vem para a terra dar presentes para as criancinhas.


FONTE: ensfundamental1.wordpress.com/

Um Natal bem diferente

Chegou dezembro, as lojas estão repletas de presentes. As propagandas invadem as casas:

__ É Natal, vamos comprar?!

Raysa, Wilhelm, Viviana e Érika estão preocupados em arrumar a árvore com bolas coloridas, laços, um anjo bem lindo no alto e muitas caixas enfeitadas no pé da árvore.

Eles prepararam também as guirlandas para enfeitar as portas.

À noite, Raysa sonha com o Papai Noel chegando montado em um cavalinho. Ele chega bem perto da janela de seu quarto e encontra os sapatinhos cheios de fubá na janela. O cavalinho come feliz. Papai Noel deixa um belo ursinho para ela.

Érika já não pensa em ursinhos, com 10 anos, só pensa em ganhar um par de patins e todo equipamento de segurança. À noite sonha...

Viviana adora bonecas loiras, cabelos cacheados e compridos. Sonha em ter uma coleção delas.

Wilhelm já é um rapazinho com 13 anos. Não acredita mais em Papai Noel e quer ele mesmo, comprar seu presente: uma bicicleta bem transada!

É véspera de Natal, a casa está linda. A ceia foi preparada com muito carinho.

À meia-noite todos oram e agradecem a Deus por mais um ano juntos.

Mamãe explica que o maior presente é a saúde, a felicidade e a paz.

Mamãe fala sobre as crianças abandonadas que sonham com um Natal diferente. Sonham em ter um teto para se abrigar, uma família, alimento.

As crianças ficam pensativas porque sabem que poucas crianças têm o mesmo privilégio que elas.

Érika dá uma idéia, toma uma decisão:

__ Amanhã, vamos ao orfanato levar brinquedos, balas e roupas para as crianças!

Todos concordam em doar alguma coisa.

Enchem as caixas e vão dormir ansiosas esperando o dia chegar.

No dia seguinte, vão ao orfanato São José.

Foram recebidos com grande alegria por todos e puderam fazer daquele Natal, um Natal bem diferente para as crianças do orfanato.

Érika Radespiel – 10 anos

Véspera de Natal




Nas vésperas de Natal, Romeu e sua mãe saíram para fazer compras. Numa das lojas, encontraram um Papai Noel. Romeu, sem perder tempo, correu até ele, sentou no seu colo e cochichou-lhe o que queria ganhar.

A mãe do Romeu quis saber o que ele tinha cochichado, mas ele não quis contar. Eles andaram, andaram, andaram. Olharam, não compraram. Estava tudo caro !

Aí, entraram numa loja que também tinha um homem de roupa vermelha e barbas brancas. O Romeu ficou olhando espantado, achando que o Papai Noel tinha saído correndo da outra loja e vindo para esta. Mas aí olhou bem e percebeu que este era um pouco mais magro e tinha a barba mais comprida. Então quis fazer tudo de novo. Esperou na fila, sentou no colo e cochichou, pensando: - se aquele outro esquecer o que eu pedi, este lembra !

Eles andaram mais um pouco e a mãe de Romeu já queria voltar para casa. Mas ele viu outro Papai Noel em outra loja. Então ele teve uma ideia. Pediu para a mãe escrever em vários papeizinhos a lista de presentes que ele queria. E deu uma para este papai Noel. Para outro, que estava numa esquina. E para todos os outros que eles encontraram pelo caminho.

A mãe tentou explicar para o menino por que tinha tantos senhores de roupa vermelha e barbas brancas pela cidade. Mas ele foi logo dizendo: - Eu já sei. É porque tem tanta criança no mundo, que um só não ia conseguir entregar  todos os presentes !

Flávio de Souza

Maria e suas indagações



O fim do ano se aproxima.

As pessoas, movidas pelos meios de comunicação, começam a se preparar para comprar.

Comprar com quê?

O salário está baixo, mal dá para o arroz com feijão. Faltam roupas, sapatos. Lazer é uma palavra proibida. Faz tempo que a família não viaja. Almoçar fora nem pensar! É preciso contentar com frango e macarrão aos domingos.

Mas, é preciso comprar! Natal sem compras não é Natal, fica faltando alguma coisa!

Uma propaganda da televisão mostra um entrevistador perguntando para as pessoas:

__ O que é Natal para você?

__ É preço baixo!

__ Para mim Na tal é tudo em três pagamentos sem aumento!

__ Natal é televisão e freezer novo!

__ Natal é roupa nova para a família toda, a 1ª prestação só em janeiro!

Fico parada ouvindo, observando e meditando sobre tudo isso. Começo a lembrar da trajetória de José e Maria em busca de hospedagem. Eles não conseguiram um lugar digno para ficar. Tiveram que ficar numa estrebaria, junto com os animais.

Será que hoje a quase 2010 anos depois as coisas mudaram?

Acho que não! A maioria das pessoas continua vivendo o lado material. O verdadeiro espírito de Natal paira no ar e não é percebido.

Quem realmente se preocupa em se lembrar do Deus menino e da mensagem que ele entregou ao mundo?


Responda:

_ Você seria capaz de pensar em Natal sem presente?

_ Como seria o melhor Natal para você?


Fonte: ensfundamental1.wordpress.com/

A mais bela história


José e Maria fecharam sua casinha em Nazaré e partiram para Belém.

Eles iam cumprir uma ordem do imperador.

A ordem era esta:

__ O imperador quer fazer uma lista de todas as pessoas que ele governa.

Para isso, cada pessoa deve ir à cidade onde nasceu para dar seu nome.

Maria e José andaram muito.

Quando chegaram a Belém, não acharam lugar nas hospedarias.

Então, Maria e José saíram ar o campo à procura do lugar, onde os animais se escondiam das tempestades ou do frio da noite.

Lá, acharam uma gruta, onde um boi e um burrinho dormiam.

Jesus nasceu ali, à meia-noite.

Maria enrolou-o em paninhos.

José fez uma caminha de capim, na manjedoura dos animais.

Depois, Maria e José ajoelharam-se e adoraram Jesus.                          

Eles sabiam que Jesus era o menino-Deus!

Na mesma hora, apareceram anjos que voavam e cantavam pelo campo e ao redor da gruta. Uma grande estrela brilhou no céu. A noite ficou de repente clara, clara como o dia.

Os pastores que vigiavam suas ovelhas ficaram assustados e perguntavam uns aos outros:

__ Que foi que aconteceu?

Mas um anjo lhe disse:

__ Não tenham medo. Eu venho anunciar a vocês que Jesus nasceu. É pobrezinho, está enrolado em paninhos e deitado numa manjedoura.

Então, os pastores pegaram uns cordeirinhos, os mais bonitinhos, e forma à procura de Jesus.

Eles chegaram à gruta e espiaram lá dentro.

Eles viram Jesus enrolado em paninhos e deitado na manjedoura, como o anjo lhes contara. Então entraram na gruta, ajoelharam-se e adoraram a Jesus.

Cada um deixou seu cordeirinho de presente para Jesus.


FONTE: ensfundamental1.wordpress.com/

NATAL


Mais uma vez é natal, a mais bonita festa que chega
para nos renovar de esperança, para fazer com que
nossos sonhos vençam o pessimismo e que a violência
dê lugar ao amor fraterno.
Desejo a você um Natal de alegria e muita paz;
que as experiências, que você viveu durante este ano
que termina, fortaleçam você e que neste seu coração

amigo continue vibrando esta fé inabalável na vida.
E suas perspectivas para o próximo ano
Sejam as melhores possíveis.
Viva as alegrias que as festas natalinas deixam no ar e
continue sendo esta pessoa que sabe que a paz começa
dentro de cada um de nós.
Tenha um Natal repleto de amor e que o próximo ano seja
de grandes realizações para você e seus familiares.
Obrigada pelo seu carinho.
Um abraço e Boas Festas!


FONTE: ensfundamental1.wordpress.com/

Texto e atividades: A árvore de Beto


O Beto tinha muita vontade de ter uma árvore de Natal. Era o sonho dele. Uma árvore grande, como o da casa do Caloca. Mas o pai de Beto não podia comprar.
Todo ano ele prometia, mas todo ano acontecia alguma coisa e ele nunca podia dar a árvore para Beto.
Um dia, o Beto teve uma idéia.
Lá na nossa rua tem um terreno vazio, um terreno baldio. O Beto resolveu plantar uma árvore lá e esperar até que ela crescesse.
Limpou um pedaço do terreno... Arranjou um pouco de adubo com Seu Alexandre, o jardineiro...
Comprou uma muda pequenininha de pinheiro... E plantou no terreno.
Todos os dias, o Beto regava a mudinha dele. Revolvia a terra em volta, tirava os galhinhos secos. Vigiava para não subir formiga. Cuidava da plantinha como se fosse uma gentinha. E a plantinha foi crescendo, forte e bonita.
Eu não sei quanto tempo o Beto cuidou daquela planta. Foi muito tempo... Até que a árvore do Beto ficou grande, cheia de galhos, uma beleza! Prontinha para virar árvore de Natal.

Ruth Rocha. Ed.FTD.

Atividades








25 de Dezembro = Dia de Natal



            O Dia de Natal constitui um marco importante para a cronologia ocidental: o nascimento de Jesus Cristo assinala o ano I da nossa história. Votos de paz, fraternidade, festas e trocas de presentes são comuns nessa época. O envio de cartões de boas-festas e a decoração das casas também são formas de demonstrar alegria e solidariedade.

            Na Idade Média, o Natal era a maior festa religiosa. Cantava-se, dançava-se e teatrazava-se: personagens vivos representavam Maria, o Menino Jesus, São José e os pastores. Da Idade Média nos vieram os símbolos e os costumes da véspera do Natal, da Missa do Galo ou da Meia-Noite, da ceia, da árvore de Natal.

            Vejamos os símbolos natalinos:

  • Árvore de Natal: costume de origem alemã, espalhado pelo mundo inteiro. O pinheiro foi escolhido provavelmente porque, conserva-se verde o ano inteiro, é associado à idéia de imortalidade.
  • Cartões de Natal: são de uso recente. Datam da primeira metade do século XIX. Hoje, enviam-se cartões a parentes e amigos com mensagens de alegria, paz, amor, prosperidade e votos que o Natal seja o prenúncio de um ano novo melhor e mais feliz.
  • Estrelas: são símbolos universais do Natal. Os Reis Magos viram a estrela no Oriente e a seguiram para chegar até Jesus, em Belém e adorá-lo.
  • Guirlanda: usada como enfeite nas portas de entrada das residências na época do Natal.
  • Papai Noel: representado pelo bom velhinho de traje vermelho e longas barbas brancas, que carrega nas costas um grande saco de presentes. É um símbolo europeu, inspirado na figura de São Nicolau, que segundo a lenda, entra pelas chaminés e coloca presentes aos pés da árvore de Natal, nas lareiras, nos sapatos e nas meias das crianças.
  • Presentes: o ato de dar presentes talvez tenha se originado das oferendas dos Reis Magos a Jesus – ouro, incenso e mirra (resina aromática de uma árvore).
  • Presépio: reproduz o nascimento de Cristo. Geralmente, compõe-se do Menino Jesus deitado numa manjedoura, sua mãe Maria, são José, os pastores, ovelhas, e também os Reis Magos. Conta-se que o primeiro presépio foi montado por São Francisco de Assis, no Natal de 1.223. Hoje, transcorridos tantos séculos, continua sendo montado para lembrar os cristãos da data do nascimento de Jesus. É um dos mais característicos símbolos natalinos.
  • Sinos: desde a Antiguidade sempre estiveram presentes como mensageiros das boas e das más notícias. Seu uso generalizou-se e hoje são usados em todas as festas e cerimônias religiosas. No Natal, têm um sentido especial: anunciam o nascimento do Deus Menino.
 

FONTE: Hoeltgebaum, Marli Mira. Calendário Cívico: feriados nacionais e datas comemorativas – Livro do Professor. Scipione – São Paulo, 1995.

Dicas de Desenhos Animados de Natal

Natal com os Backyardigans Ano: 2011
Direção: Burgess, Janice
Gênero: Infantil, Animação, Desenho

A Bela e a Fera - O Natal Encantado Ano: Zemeckis, Robert
Direção: 1997
Gênero: Infantil, Animação, Desenho

Noite de Natal Ano: 1996
Direção: Schwartz, Bill
Gênero: Infantil, Animação, Desenho

Mini Einstein da Disney - Missão de Natal Ano: 2008
Gênero: Infantil, Animação, Desenho

Bob o Construtor - Um Natal Ineaquecível Ano: 2004
Gênero: Infantil, Animação, Desenho

Manny mãos a obra - O Natal do Manny Ano: 2009
Gênero: Infantil, Animação, Desenho

Bebê Mais - Natal Ano: 2006
Gênero: Infantil, Animação, Desenho

Vila Sesamo - O melhor Natal com o Elmo Ano: 2003
Gênero: Infantil, Animação

Pinguins de Madagascar - Uma missão de Natal Ano: 2009
Gênero: Infantil, Animação, Desenho

Natal na Maravilhosa Terra do Thomas Ano: 2008
Gênero: Infantil, Animação, Desenho

Um Voo encantado em noite de Natal Ano: 2009
Direção: Hegner, Michael
Gênero: Infantil, Animação, Desenho

Santa Buddies - Uma aventura de Natal Ano: 2009
Gênero: Infantil

Template by:

Free Blog Templates